quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Cuidados com o aparelho ortodôntico fixo



As colagens resistem às forças geradas para movimentar os dentes, mas não suportam forças exageradas, transmitidas quando se morde fortemente os alimentos ou objetos duros. Portanto, estão terminantemente PROIBIDOS drops, balas, pastilhas, gelo, côco, doces duros e/ou pegajosos, caramelos, torrones, quebra-queixo, puxa-puxa, milho verde, pipoca, cana, frutas verdes ou fiapentas e chicletes. Morder objetos duros como canetas e lápis também deve ser evitado. Tome bastante cuidado para não quebrar o aparelho, pois as quebras atrasam a seqüência das consultas, e quando são freqüentes impossibilitam o término do tratamento no período combinado.

Nos primeiros dias, a mucosa dos lábios poderá ficar sensível, pelo seu atrito com os bráquetes. Neste caso, coloque um pedaço de cera (que lhe será fornecida) sobre a peça que estiver incomodando. Após alguns dias, forma-se uma camada mais resistente sobre a mucosa, dando fim a este desconforto.

Para a obtenção de uma boa saúde oral é imprescindível uma higiene bucal eficiente. Com o uso do aparelho ortodôntico, essa higiene se torna ainda mais importante e um pouco mais demorada de ser executada. Porém, para se evitar o aparecimento de cáries, manchas brancas e problemas na gengiva, é importantíssimo que diariamente seja feita uma escovação detalhada utilizando-se tanto a escova convencional quanto a escova interdental, que seja utilizado um fio dental específico para quem usa aparelho, e por fim, que seja feita um bochecho, à noite antes de deitar, de uma solução fluoretada, normalmente encontrada em farmácias e supermercados.

Todo paciente que usa aparelho deve saber que ao ajudar o seu ortodontista, mais rapidamente terminará a correção dos dentes. Além de ter que colaborar com o uso de aparelhos extra-orais e elásticos intra-orais, precisa ter cuidado com a higiene.

A instalação do aparelho ortodôntico fixo e a presença de braquetes (peças coladas nos dentes), bandas (anéis cimentados nos dentes), fios e demais acessórios fazem com que aumentem as áreas que retêm os alimentos, provocando, assim, um maior acúmulo de placa bacteriana. A falta de higiene bucal faz com que ela se torne espessa e de difícil remoção. Aumentando o risco de cáries e doença periodontal.

Existem no mercado escovas dentais próprias para a higiene do aparelho fixo, com pequenos tufos, com cerdas recortadas em forma de “v” para facilitar na limpeza dos braquetes e as com duas fileiras de cerdas. A vida útil das escovas dentais dos pacientes ortodônticos é menor. Portanto, ela deve ser substituída sempre que necessário. A escovação horizontal (vai-e-vem) deve ser evitada: ela machuca a gengiva e provoca erosão (cavidades) nos dentes. Os movimentos com a escova no sentido da gengiva para os dentes, como se estivesse “varrendo” e, ao mesmo tempo, massageando a gengiva, ajuda a remover a placa bacteriana e a manter a gengiva saudável.
 É normal sentir uma pequena mobilidade nos dentes no percurso do tratamento.
No início do tratamento e de depois de cada manutenção, o aparelho ortodôntico pode fazer com que os dentes fiquem doloridos. Nesse caso aconselha-se o uso de um analgésico leve, devidamente receitado pelo seu ortodontista.
No caso de desconforto é essencial fazer a alimentação com alimentos de fácil ingestão, de preferência líquidos ou pastosos.



Como limpar o aparelho?


- Antes de escovar os dentes, os elásticos e aparelhos extra-orais devem ser removidos.
- A escova deve ser direcionada num ângulo de 45º, com as cerdas direcionadas para a junção entre os dentes e gengiva. É importante também massagear as gengivas enquanto os dentes são escovados, de forma a fortalecê-las e remover partículas de alimento que ficam presas por baixo do aparelho.

- Existem diferentes técnicas de escovação. A mais adequada é aquela que consegue limpar os dentes, as gengivas e o aparelho da melhor maneira possível e ao alcance do paciente. O que importa é lembrar sempre de limpar a parte da frente, de trás e de cima dos dentes, o que leva em média 10 segundos por dente. Os espaços entre os dentes são limpos com o fio dental.

- O aparelho pode ser limpo com a escova em 45º. É importante limpar por dentro e ao redor de todos os fios e braquets que compõem o aparelho. Para limpar os dois lados do fio, basta inverter a posição da escova, passando a limpar os fios primeiro de cima e depois por baixo.

- As superfícies internas devem ser limpas com a escova inclinada sobre os dentes, formando um ângulo de 90º. A escova deve atingir a parte de trás dos dentes inferiores e superiores da frente e principalmente de trás, onde a visualização as vezes é mais difícil.

- Ao final, é importante fazer um bochecho completo com água pelo menos duas vezes. Para saber se o aparelho está limpo, basta olhar no espelho e olhar se ele está brilhando.