quarta-feira, 9 de março de 2011

PIERCING EM TECIDOS MOLES DA BOCA: UM RISCO À SAÚDE

A boca é local extremamente contaminado, ao fazer o piercing, abre-se uma porta de entrada de bactérias em nosso organismo. Nossa maior preocupação ao fazermos cirurgias é saber se a pessoa tem algum problema cardíaco, pois a entrada de bactérias no organismo dessas pessoas pode provocar endocardite bacteriana... Pessoas com anemia podem ter hemorragias... Pacientes com diabetes tem problemas de cicatrização... Mas não são só esses os motivos para não colocar piercings!

SEIS MOTIVOS PARA NÃO COLOCAR

1 - Fraturas de dentes: o piercing na língua provoca erosão dos dentes e fraturas. São irreversíveis. Um dente restaurado nunca é igual a um dente natural. Ocorre com uma frequência relativamente alta.

2 - Reabsorção gengival: a fricção do piercing nos tecidos moles pode provocar problemas periodontais, que, na maioria das vezes, só podem ser tratados cirurgicamente e isso quando podem ser tratados.
3 - Abscessos e infecções: a cavidade oral contém uma população bastante respeitável de bactérias e microorganismos. Além de poder provocar problemas na língua, estas bactérias podem ser transportadas para outras partes do organismo. Deformações nos locais afetados também podem ocorrer.
4 - Hemorragias: sim, esta é grave. Você vai furar sua língua, as condições de higiene parecem boas, seus amigos já foram lá colocar. Mas pode acabar numa bela hemorragia, só parando nas mãos dos cirurgiões do hospital. Se ocorrer lesão de algum nervo, os movimentos e sensibilidade podem ser comprometidos.

5 - Piercing no local errado: e que tal se em vez ficar sossegado na língua, o piercing for aspirado para as vias respiratórias? Uma broncotomia pode até resolver o problema, se não tem que ser mesmo cirurgia torácica para remover. No caso de ser ingerido, o mal não é menor, podendo ficar alojado, quem sabe, no intestino.
6 - HIV e Hepatite: esta dupla dispensa apresentações. Quando querem, entram em qualquer festa, não precisam de convite. Se a taxa média de infeções hospitalares é bastante alta, o que dizer de locais não apropriados. Meus queridos, luvas descartáveis e estufa de esterilização não são garantia de nada, assepsia é muito mais do que isto.

O uso de piercings ficou cada vez mais famoso entre os jovens. Porém, sua aplicação pode causar problemas irreparáveis, para saúde dos dentes e gengiva, e muitos especialistas contra-indicam seu uso. Os piercings em regiões de tecidos moles, como a língua e os lábios, não são recomendados pelos dentistas - a língua é um músculo de superfície rugosa, por causa das papilas gustativas, o que favorece o acúmulo de bactérias - esses microrganismos podem utilizar a perfuração do piercing como porta de entrada para infecções de ordem sistêmica, podendo gerar sérios comprometimentos no organismo do individuo.

Muitos pacientes que possuem piercings em lábios podem desenvolver defeitos na região do atrito da peça com o dente e/ou com a gengiva. Por ser sólido (aço cirúrgico, na maioria das vezes), o piercing promove fricção com a superfície da gengiva e do dente, provocando retração gengival, exposição da raiz, ou até mesmo, desgaste dos tecidos dentais. 

Quando o uso dos piercings está aliado a jovens que têm o hábito de fumar, o risco ao desenvolvimento de doenças bucais é ainda maior. Na maioria das vezes, o indivíduo que aplica esse tipo de peça não tem o costume de ir ao dentista ou de escovar os dentes. Geralmente os pacientes que possuem piercings somente deixam de utilizá-los após se confrontarem com os danos causados por eles.

O malefício provocado pelo acessório foi comprovado recentemente por um estudo realizado na Universidade de Buffalo, nos Estados Unidos, e publicado recentemente no periódico cientifico ‘Journal of Clinical Orthodontics’. O piercing também pode mudar a disposição da língua, alterar a posição dos dentes (criando espaços entre eles), além de provocar infecções e hemorragias. Quem usa aparelhos corre também o risco de prender o acessório e sofrer ferimentos. 

Mas, para quem deseja colocar piercings nos dentes sem prejudicar a saúde, há uma alternativa mais benéfica. É um cristal colocado sobre a superfície do esmalte, com um adesivo especial, sem qualquer tipo de desgaste - esse tipo de acessório não traz prejuízos aos tecidos dentais - e torna-se uma boa opção para quem quer investir em um sorriso diferente.
Piercing no dente, este pode!!!