terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Apinhamento Dentário Anterior - Dentadura Mista


Quando se dá início às trocas dentárias, caem os dentes de leite e nascem os permanentes, ocorrem alterações dimensionais nas arcadas dentárias.

Nesta fase, denominada de dentadura mista (dentes decíduos e permanentes presentes) algumas alterações no posicionamento dos dentes podem se instalar, como, por exemplo, o apinhamento anterior, que sempre causa aos pais certa apreensão, pelo receio de que a criança possa estar desenvolvendo uma má oclusão.

Este apinhamento dentário é multifatorial, muitas vezes é o primeiro sinal clínico de discrepância osseodental ou, então, de desproporção no crescimento. Arcos estreitos predispõem ao apinhamento.

Durante a dentição decídua algumas características podem predizer quanto ao espaço necessário para os dentes permanentes, se será suficiente ou não, como por exemplo os "espaços primatas", que são espaços geralmente vistos entre os incisivos laterais e os caninos superiores e entre os caninos e os primeiros molares no arco inferior. 
Algumas análises são usadas para se predizer o crescimento dos arcos dentários, que tanto pode preceder  como  ocorrer simultaneamente à erupção dental, para, assim, avaliar se o espaço disponível no arco será suficiente para o alinhamento dos dentes.


Apinhamentos  leves  geralmente  resolver-se-ão  com  o  crescimento  e  o desenvolvimento  normal  dos  arcos dentários.

Durante a erupção dos incisivos permanentes,  ocorre  um  crescimento em  lateralidade na  região de  caninos decíduos, solucionando, muitas vezes, alguns tipos de apinhamentos.

Esta fase de trocas dentárias é chamada de "Fase do Patinho Feio"! Os incisivos superiores estão mais vestibularizados, há uma sobremordida e diastemas. Geralmente ocorre por volta dos 8 anos de idade e desaparece aos 12 anos com a erupção dos caninos permanentes. Mas pode ocorrer de os caninos não terem espaço suficiente para nascer e então teremos um problema a ser corrigido com a ortodontia.

As crianças devem ter o acompanhamento do Odontopediatra durante o desenvolvimento dos dentes, para avaliar e diagnosticar corretamente qualquer alteração da normalidade e, assim, propiciar a realização de condutas terapêuticas apropriadas. 


Durante o desenvolvimento das dentições podem ocorrer interferências no desenvolvimento normal , tanto dentário quanto ósseo, modificando o posicionamento dos dentes, instalando-se uma má oclusão, como por exemplo a perda precoce de dentes de leite, hábito de chupar dedo ou chupeta.