quinta-feira, 1 de maio de 2014

Diminua a quantidade de açúcar


Sempre ouvimos os dentistas condenando o consumo de doces! Fazendo do açúcar um grande vilão ao sorriso saudável!


Como já dizia minha mãe: “Tudo o que é em excesso faz mal à saúde”. E exagerar no açúcar traz males à saúde como a obesidade e diabetes. Em artigo publicado na revista Nature, o consumo de açúcar deve ser tão controlado quanto o consumo de álcool e tabaco para a saúde pública. Os dados do relatório revelam que o consumo mundial de açúcar triplicou nos últimos 50 anos e que esse quadro é um dos grandes responsáveis pelo aumento do número de obesos. Mas, segundo os pesquisadores, a obesidade pode ser um marcador para os danos provocados pelos efeitos tóxicos do açúcar, o que ajudaria a explicar o porquê de 40% das pessoas com síndrome metabólica, que pode levar ao diabetes, a doenças cardíacas e ao câncer, não serem clinicamente obesas.


A OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda que apenas 5% do total de calorias ingeridas ao dia venha do açúcar, essa taxa equivale a 25 gramas de açúcar (seis colheres de chá). Essa quantidade é metade do que o órgão sugeria há dez anos, quando foi publicada sua última diretriz sobre o tema. A redução tem como objetivo intensificar a luta contra obesidade e doenças dentárias. A recomendação abrange todos os tipos de açúcar (sacarose, glicose e frutose) vindos de alimentos como o açúcar de mesa, mel, sucos e polpa de frutas ou adicionados a produtos industrializados. Para seguir o novo número, os ocidentais deverão, em média, reduzir a um sexto a ingestão diária de açúcar – que, hoje, é de 150 gramas por dia, em média.


Um estudo publicado recentemente na revista Neurology relaciona níveis altos de glicose sanguínea com a redução da memória. O estudo contou com a participação de 141 indivíduos; os níveis de glicemia sanguínea e hemoglobina glicada (média dos valores de glicemia de aproximadamente três meses) foram avaliados, assim como a capacidade de memória. Os indivíduos que apresentaram menores valores de glicemia e de hemoglobina glicada, mostraram melhores scores de habilidade de aprendizado e memória.

Em Odontologia o consumo de açúcar é tão condenado pois está relacionado com a doença cárie. O que é preciso ser esclarecido é que a cárie é uma doença infecto-contagiosa, causada por bactérias (Streptococcus Mutans) que se aproveitam do açúcar que se encontra disponível na cavidade bucal. Esta bactéria, assim como o açúcar, deve ser removida com uma adequada escovação.

A Diabetes também pode trazer consequências para a saúde bucal. Quem é diabético lida constantemente com a baixa imunidade, as infecções progridem mais rápido e provocam um estrago ainda maior. Se a higiene oral não for mais cuidadosa do que a de praxe, tende a surgir um acúmulo da placa bacteriana, o popular tártaro, que vai originar a gengivite que, se não for tratada, esse quadro costuma evoluir para a periodontite. Isso também está relacionado com a diminuição da quantidade e qualidade da saliva em diabéticos.

Você não está proibido de consumir doces, mas lembre-se de escovar bem os dentes e da quantidade de açúcar recomendado pela OMS! Para não prejudicar a saúde geral e bucal!

Beijos doces!